A mula da cooperativa!

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

A mula da cooperativa é uma música muito antiga cantada por Maximiliano de Sousa, mais conhecido por Max. Esta música é muito engraçada e por isso diverte-nos muito. Querem espreitar?

World of Wacraft!

Eu sempre tenho jogado jogos online, e principalmente jogo 4Story, mas eu não sei porquê apeteceu-me jogar World of Warcraft, um jogo que os meus pais compraram ao meu irmão no Natal, que tem de se pagar para jogar.
Eu como sou muito curioso com tudo o que diz respeito à informática, procurei, procurei, procurei e tentei arranjar maneira de poder jogar de graça, até que encontrei uma maneira, mudando um Bloco de Notas que tem o nome de "realmlist".
Consegui fazer uma conta num site e começei a jogar. Um dia o meu irmão estava à "seca" porque o meu pai estava a ver TV e não tinha nada para fazer pois eu estava a divertir-me com a minha prima, eu disse-lhe que se ele quisesse eu punha-lhe o World of Wacraft completo e sem pagar.
Ele aceitou e fiz isso!Agora eu jogo com ele e divertimo-nos muito.
Aqui ficam os sites que usei e um pequeno video de entrada!

1) Para o download cliquem no link abaixo:
Descargar World of Warcraft: Wrath of the Lich King
2) Para criar a conta vão a http://www.ofcurse.com/manage/register.php;
3) Mudam o realmlist e põem "logon.ofcurse.com";
4) Guardam, (se não conseguirem guardar façam como eu, guardem noutro sitio e arrastem para a pasta, e substituam);
5) Experimentem o jogo;
6) Assistam ao video de entrada:

DeSaFiO!

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010


Este selo trás o seguinte desafio:
1) Dizer uma coisa que gosta em si. O Facto de gostar de rir-me e de ser mimado xP!

2) Dizer uma coisa que gosta do blog de onde recebeu o selinho. É de uma das pessoas da minha família e acho isso importante :)...

3) Desafiar mais coisa menos coisa 5 blogs: Quem passar por aqui, gostar de música e quiser aceitar o desafio.

4) Dizer uma coisa que gosta nos blogs que desafiou.

5) Tornar visível no seu blog este selo e respectivo desafio.

Pastoral

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Não há, não,

duas folhas iguais em toda a criação.
Ou nervura a menos, ou célula a mais,
não há, de certeza, duas folhas iguais.
Limbo todas têm,
que é próprio das folhas;
pecíolo algumas;
baínha nem todas.
Umas são fendidas,
crenadas, lobadas,
inteiras, partidas,
singelas, dobradas.
Outras acerosas,
redondas, agudas,
macias, viscosas,
fibrosas, carnudas.
Nas formas presentes,
nos actos distantes,
mesmo semelhantes,
são sempre diferentes.
Umas vão e caem no charco cinzento,
e lançam apelos nas ondas que fazem;
outras vão e jazem sem mais movimento.
Mas outras não jazem,
nem caem, nem gritam,
apenas volitam nas dobras do vento.
É dessas que eu sou.
António Gedeão